Weby shortcut
Logo do PPGAS em formato quadrado
UFG - Universidade Federal de Goiás
Link Facebook
Link Twitter
Youtube

Apresentação

Atualizado em 19/11/14 09:24.

 O PPGAS funciona na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás. O curso de Ciências Sociais referido é um dos programas mais antigos do Brasil, completando 40 anos em  2014 , mas, nele, a antropologia ocupava uma posição marginal. A partir de diversos fatores, entre os quais se pode destacar a realização da 25º RBA – Reunião Brasileira de Antropologia - em Goiânia em 2006, a política de expansão das universidades federais, e o empenho e trabalho árduo de alguns professores na criação do PPGAS, em 2009, a antropologia passou a se consolidar na instituição mencionada. A partir deste momento o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social se consolida através de um crescimento orgânico vigoroso.    

O curso de Mestrado em Antropologia Social é um curso novo, criado em 2009 e Homologado pelo CNE ( Port. MEC 1077, de 31/08/2012, DOU 13/09/2012, seç. 1, p. 25 ). Na primeira avaliação da CAPES, depois da sua criação, recebeu nota 3, por ser um curso novo. Nesta avaliação trienal (2010/2013) alcançou a nota 4 na avaliação da CAPES.  

O objetivo principal do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social é oferecer aos discentes uma sólida formação em Antropologia Social, a qual que permita a inserção profissional dos egressos. O programa prepara os alunos para trabalhar em docência, pesquisa e nas áreas emergentes, como demarcação de terras indígenas, quilombolas, e outras demandas surgidas no campo das políticas sociais (educação, saúde, cultura, patrimônio, gênero e sexualidade).

O PPGAS tem como objetivo, também a produção de conhecimento antropológico acerca de um grande repertório de temas, consolidando-se como centro de referência na produção de conhecimento e formação de recursos humanos na área de Antropologia Social no Centro-Oeste.  

Com estes propósitos o programa se estrutura em um ano de formação teórica intensiva, ao final do qual o aluno tem que depositar o projeto de pesquisa, e um segundo ano dedicado, preferencialmente ao trabalho de campo e à escrita da dissertação. O curso tem a duração prevista de 24 meses para integralização das disciplinas semestrais no primeiro ano, e elaboração e defesa da dissertação no segundo. O aluno deve cumprir um total de 24 (vinte e quatro) créditos -12 (doze) créditos em disciplinas obrigatórias e 12 (doze) créditos em disciplinas optativas. Além dos créditos atribuídos às disciplinas, outros 16 (dezesseis) créditos de atividades referentes à elaboração e aprovação da dissertação completam o curso. Ao longo dos dois anos os alunos são incentivados a participar das linhas e dos núcleos de pesquisa coordenado e a participar nas atividades do referidos núcleos, como eventos, pesquisas, exposições e debates.

O número de vagas para o mestrado é definido a cada ano pelo edital de seleção correspondente.

Listar Todas Voltar