Weby shortcut
Youtubeplay
NOTA

NOTA DO FÓRUM DE COORDENADORES DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA ÁREA DE ANTROPOLOGIA E ARQUEOLOGIA

Nota do Fórum de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação da área de Antropologia e Arqueologia contra a grave decisão do governo federal de corte de recursos para os programas de bolsas de permanência para alunos de graduação indígenas e quilombolas.

O Fórum de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação da área de Antropologia e Arqueologia vem a público para manifestar sua inconformidade com a grave decisão do governo federal de corte de recursos para os programas de bolsas de permanência para alunos de graduação indígenas e quilombolas. Fruto de longos processos de mobilização e de debate envolvendo movimentos sociais, organizações da sociedade civil, acadêmicos e gestores, as bolsas garantidas por esses programas vêm sendo fundamentais para incrementar muito significativamente o acesso de jovens de comunidades indígenas e quilombolas ao ensino superior, com importantes impactos positivos para a formação desses estudantes individualmente e para suas comunidades de origem. De nossa posição nos diversos cursos de pós-graduação, observamos que é em larga medida a partir de estudantes beneficiários desses programas e da implementação, na pós-graduação, de políticas específicas de acesso por ação afirmativa que os programas em nossa área vêm conseguindo viabilizar o aprofundamento da formação acadêmica de intelectuais indígenas e quilombolas em um importante passo para o reconhecimento desses intelectuais e da diversidade na produção do conhecimento no país.  Sem dúvida, este tem sido o maior benefício para as universidades e o conhecimento nelas produzidos e para a sociedade. Cortar esse processo em sua raiz nos parece uma decisão lamentável, e que representa mais um retrocesso em relação aos direitos e perspectivas sociais duramente obtidos através de muitas lutas.

Listar Todas Voltar